sábado, 6 de maio de 2017

A CONDUTA DO CRISTÃO

A CONDUTA DO CRISTÃO 
Texto base: 1Pe 2.11--5.11
Pedro explica e ilustra a conduta esperada dos crentes. Ele começa com um resumo: (1) abster-se dos desejos da carne; e (2) viver com uma conduta honrável para que os de fora sejam convertidos (2.11,12). Depois disto, Pedro elabora sobre a essência da conduta dos cristãos, notando que eles devem viver a vida cristã em submissão, sofrimento e serviço.
Primeiro, os cristãos devem viver em submissão ao governo civil (2.13-17), aos seus senhores (2.18-25), aos seus maridos (3.1-7), e aos irmãos (3.8-12). Eles devem se submeter às autoridades civis, a fim de fazer a vontade de Deus e silenciar os incrédulos (2.13-16). Os cristãos que são escravos devem submeter-se aos seus senhores porque Deus recompensa àqueles que sofrem injustamente (2.18-20). Cristo é um exemplo de sofrimento injusto. Embora Ele não tivesse cometido nenhum pecado, realizou a substituição e a reconciliação do crente por meio do sofrimento (2.21-25).
As esposas cristãs deveriam se submeter aos seus maridos para que eles se convertessem à fé em Cristo (3.1,2). A verdadeira beleza da mulher está em seu caráter e conduta (3.3,4). Os maridos cristãos têm a obrigação de honrar suas esposas. Finalmente, os cristãos devem ser submissos uns aos outros, vivendo em comunhão, união e amor. O Antigo Testamento promete longa vida àqueles que vivem em retidão e buscam a paz (3.8-12).
Segundo, à luz da perseguição, os que creem enfrentam a possibilidade de sofrerem pela justiça. Eles devem reagir com consagração a Deus e prontidão para testificar da fé (3.14,15). O resultado de tal reação será uma boa consciência por parte do cristão e vergonha daqueles que caluniam e abusam (3.16). Cristo é um exemplo importante do sofrimento injusto e o resultado de perseverar em tal sofrimento. Depois que Cristo sofreu e morreu, Ele foi ressuscitado dos mortos e anunciou Sua vitória aos inimigos de Deus. A arca de Noé ilustra o que acontece com aqueles que são salvos, que é uma figura do batismo cristão, e submeter-se ao batismo é um ato de boa consciência para com Deus (3.18-22).
Os cristãos agora vivem para Deus; portanto, devem se desviar do pecado (4.1,2). Eles devem orar, amar uns aos outros fervorosamente, ser hospitaleiros, e usar os dons e habilidades que Deus lhes deu no ministério (4.7-11). Eles devem saber que o sofrimento chegará e reagir com alegria. Eles sofrerão pelo nome de Cristo porque são cristãos; contudo, o sofrimento deles nunca deve ser por causa do pecado (4.12-15). Eles devem manter a boa conduta enquanto sofrem, já que Deus é sempre fiel a eles (4.17-19).
Terceiro, os cristãos devem viver a vida cristã a serviço dos outros, principalmente no que diz respeito ao testemunho de vida e fé. Para que os outros cristãos, sejam fortalecidos e saibam que o Senhor será com eles também. Isso é viver a serviço dos demais irmão, e, não se envolver em negócios de outrem. Pedro exorta os cristãos como um presbítero companheiro e como alguém que testemunhou dos sofrimentos de Cristo e é um futuro participante da glória de Cristo (5.1). Os presbíteros devem levar a exortação de Pedro seriamente e cumprir suas obrigações voluntariamente e com alegria, ao pastorear o rebanho de fieis do Senhor, sabendo que receberão uma coroa de glória quando Cristo voltar (5.2-4). Os cristãos devem confiar em Deus em todas as suas ansiedades porque o Senhor está preocupado com eles (5.7). O diabo está sempre procurando alguma forma de atacá-los e vencê-los; portanto, os cristãos precisam resistir ao diabo firmemente.

CONCLUSÃO
O principal propósito de 1 Pedro é a exortação prática (5.12). Pedro exorta os cristãos a: (1) viver de acordo com a esperança que receberam por intermédio de Cristo e (2) perseverar no sofrimento triunfantemente e com alegria à luz da eterna glória vindoura prometida aos seguidores de Cristo. O tema é viver com esperança em meio ao sofrimento. Alguns subtemas incluem: (1) santidade em meio ao paganismo, (2) Cristo como um exemplo de sofrimento e perseverança, e (3)como suportar o sofrimento triunfantemente.

Pergunta para refletir:
Como podem os cristãos hoje usar as afirmações de Pedro em 1 Pedro 5.8-10 em suas vidas? 

Você também vai gostar de ler:

Até a próxima!
Fica na paz!